sábado, 10 de janeiro de 2015

Receita de creme de arroz (congee)



A receita de papa de arroz ou creme de arroz é bastante versátil, serve como base a outras coisas (1.ª papa para os bebés (a partir dos seis meses porque a OMS recomenda a amamentação exclusiva até essa altura), molhos, gelados e "iogurtes") e pode ser servida com acompanhamento salgado (mesmo ao pequeno almoço) ou doce. No vídeo apresento apenas sugestões doces por se tratar do pequeno almoço e, além do factor cultural pois na nossa cultura o pequeno almoço é geralmente doce, temos também o facto de que os doces (doces mais complexos como a fruta),  deverem ser comidos pela manhã.

Sugestões de acompanhamentos para a papa de arroz (congee):
- Purés de fruta cozida (evitar a mistura de fruta crua com comida cozida)
- Sementes e frutos secos (sem esquecer que são muito concentrados em gordura ou açúcar, é apenas um toque para dar sabor, nada de abusos)
- Geleia de arroz
- Compotas sem açúcar
- Açúcar de coco
- Mel de abelhas (para quem não é vegano)
- Raspa de limão ou laranja e canela
- Refogado de legumes
- Legumes salteados
- Caldo de legumes
- Cebola ou alho francês com vinagre e um fio de azeite (conheço quem goste bastante desta combinação e eu não acho nada má para dizer a verdade)

Apesar de tradicionalmente o arroz cozinhar durante bastante tempo em lume baixo até formar uma espécie de goma por cima, característica dos amidos, a verdade é que várias pessoas já me disseram que assim preferiam não fazer. Esta é uma versão mais rápida, mais tecnológica, mas é a tal história: é a melhor coisa? Não é, mas desenrasca muito bem e permite uma boa alimentação às pessoas que não dispõem de seis horas para estar de olho no fogão (quase toda a gente), que querem ser mais práticas. A minha sugestão é que façam para 2 ou 3 dias, guardam no frigorífico e reaquecem numa panela quando necessitarem.

Deixo-vos a receita original para o caso de quererem experimentar:

Ingredientes:
- 1 medida de arroz integral
- 6 medidas de água
- 1 pitada de sal (não deitei)

Modo de fazer:
- Colocar o arroz integral de molho por 6 a 8 horas;
- Depois desse tempo lavar o arroz algumas vezes (geralmente umas 4 a 6 vezes, esqueci-me a referir esse passo no vídeo mas façam-no à mesma);
- Colocar o arroz lavado, as 6 medidas de água e a pitada de sal numa panela, levar ao lume até ferver;
- Após ferver, baixar o lume (o ideal é utilizar uma placa difusora de calor para ele ficar uniforme no fundo da panela) e deixar cozinhar por 4 a 6 horas (eu deixei ferver por cerca de 40 minutos);
- Mexer de vez em quando para ajudar a libertar os amidos e ficar em papa mais rapidamente (mexi várias vezes);
- Quando formar a tal goma e uma espécie de creme com parte do arroz já desfeito, está pronto (no meu caso, após os 40 minutos, passei a varinha mágica. No vídeo a papa está mais líquida porque eu prefiro assim mas podem deixar sem tampa por algum tempo no final para evaporar um pouco mais da água. Cuidado na hora de servir, fica bastante quente, no vídeo já estava frio).

De referir que apesar de nos parecer uns cereais de pequeno almoço estranhos, a verdade é que estes é que são os verdadeiros cereais e a cultura oriental parece perceber bastante do assunto. Conheci duas raparigas francesas que estiveram na indonésia durante um mês e comiam estas papas todos os dias, inclusive é vendido na rua.


comentário(s) pelo facebook:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe a sua opinião! Obrigada :)