sábado, 8 de agosto de 2015

Desabafos à meia noite... ou perto #2

Deitei-me na cama dela mais uma vez esta noite, sim mais uma vez, já me havia deitado outra mas a rapariga achou de me tirar do sério e eu tive de me afastar. Então mais uma vez fomos tentar dormir encostadinhas como sempre fazemos depois de um ou dois dedos de conversa. Dei por mim a pensar no que gostaria de escrever no blog, como gostaria de ter disciplina e escrever/refletir um pouco todos os dias sobre algo. Seria a minha terapia pessoal :) 

Depois pensei no meu dia, lembrei-me do que alguém me disse sobre o facto de querer trabalhar comigo quando daqui a algum tempo eu der asas a um sonho de construir uma escola diferente (e eu a pensar que seria um sonho para ficar só no papel), uma escola que nem precisa de o ser, daquelas que é para toda a gente, pequenos e grandes, artistas, cientistas e filósofos. Uma escola de verdade onde se aprendem coisas de verdade a um ritmo gostoso, como por exemplo ajudar um amigo, costurar, cozinhar, dançar, fazer contas, ler, desenhar, esculpir.

Ás vezes, e não foi esta a primeira vez, parece-me que as pessoas esperam grandes coisas de mim, grandes mudanças e logo de mim que sou tão pequena. Dou por mim a pensar que se calhar também devo começar a acreditar nelas...

Sinto qualquer coisa, um toque carinhoso talvez. Abro os olhos e ouço:
- Amor, adormeceste aqui outra vez.

Bons sonhos a todos.



comentário(s) pelo facebook:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe a sua opinião! Obrigada :)